Entenda porque a qualidade do nosso sono tem total relação com nossa saúde.

Nada como acordar com o despertador às 6h da manhã, desligá-lo e dormir novamente! Esse é um prazer que todo mundo gosta de ter, mas nem todos tem o privilégio. A rotina corrida de trabalho, estudos, filhos e do dia a dia em si, muitas vezes atrapalha nosso sono, nos fazendo dormir menos do que o necessário.
E os sintomas de uma noite mal dormida, a maioria das pessoas também conhecem bem! Fadiga, irritação, sonolência, falta de concentração... Mas além desses tão conhecidos e temidos sinais, outra consequência aparece, o enfraquecimento do sistema imunológico.

Isso ocorre porque precisamos descansar no mínimo 8 horas por dia, e é durante esse período que o corpo trabalha para processar tudo que ocorreu durante o dia. Renovação das células mortas, limpeza cerebral, digestão, eliminação de toxinas, entre outras ações importantes que ocorrem enquanto dormimos. Quando esse período mínimo não é respeitado e dormir pouco se torna um hábito, essas ações não acontecem, o que pode provocar um desequilíbrio hormonal devido ao stress que o nosso corpo involuntariamente está sofrendo, bagunçando todo o sistema imunológico.

Os hormônios do stress são uma ameaça para qualidade de vida, principalmente porque com eles e com o hábito de dormir pouco, ficamos em constante estado de alerta, mesmo que o corpo esteja cansado. Isso provoca uma série de reações corporais, dentre elas toxinas liberadas pelas células, o que impede o organismo de trabalhar bem. Se isso se tornar ainda mais frequente pode começar a fazer mal inclusive para o sistema cardiovascular, uma vez que você está sobrecarregando o organismo com altos níveis de alerta e stress o coração também sofre as consequências deste ciclo.

Quer qualidade de vida? Então durma o tempo necessário!
Dormir é tão importante quanto comer, respirar e beber água. Engana-se quem pensa que ao dormir pouco, acorda mais disposto e aproveita melhor o dia. Tem aquela famosa fala popular que diz: “quanto mais eu durmo, mais sono eu sinto” e algumas pessoas evitam dormir tanto. É ai que mora o perigo!
Dormir pouco influencia inclusive na memória, afinal seu cérebro fica sem tempo de se reciclar, já que ele faz isso enquanto dormimos.
Dicas para melhorar a qualidade do seu sono:

  • Deixe o quarto escuro antes de se deitar. A luz atrapalha a qualidade do seu sono;
  • Evite aparelhos eletrônicos, principalmente smartphones.
  • Evite comer até três horas antes de se deitar.
  • Evite fazer exercícios físicos perto da hora de dormir.
  • Deixe os problema da porta para fora do quarto.
  • Use o quarto para o básico: DORMIR. Muitas atividades e excesso de informação no quarto atrapalham a qualidade do sono
Estudos defendem que quando acordamos cedo naturalmente, estamos com o nosso sono em dia, sem ter a necessidade de no final de semana, por exemplo, dormir até mais tarde. Dê ao seu corpo o descanso merecido.
 
 

Por : Mariana Gouveia