Entenda a que está relacionada a sensação de bem estar e como é a reação do organismo quando está equilibrado.

Nos dias de hoje ouve-se muito falar nos problemas da rotina atual e sobre as dicas para alcançar o tão falado bem estar. A vida corrida, a falta de tempo, o excesso de trabalho, o trânsito, pouco tempo com a família, pouco exercício físico, má alimentação, etc... São todos fatores que atrapalham nossa busca pelo bem estar.

Em dado momento, você consegue equilibrar o tempo com a família e dessa forma  acredita estar alcançando a qualidade de vida tão esperada, mas percebe que ao mesmo tempo, o trabalho ainda sobrecarrega o seu dia, falta tempo pra ter uma vida social ativa com amigos e horas de lazer, acaba tendo poucas horas de sono e está sem paciência durante o dia com os colegas da empresa. Resultado: Você não está nem perto de alcançar o bem estar.

Isso significa que constantemente você se sente mal humorado, irritado, fadigado e tudo isso reage em seu estado comportamental. Os sinais do bem estar no organismo, são completamente opostos, existe a sensação de motivação, alegria, prazer pela vida  que obviamente também reagem no seu estado comportamental, propiciando momentos de satisfação e brusca diminuição de processos dolorosos.

A verdade é que mesmo vivendo dias agitados é possível conseguir manter o bem estar do corpo equilibrado. Isso está ligado a produção dos hormônios que possibilitam essa sensação, os chamados hormônios do prazer, são eles:

ENDORFINA
Produzido pela glândula hipófise, ajuda no combate do estresse, pois tem ação analgésica e relaxante, quando liberada estimula a sensação de bem-estar, conforto, melhor estado de humor e alegria.

SEROTONINA
A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e as funções intelectuais.
Se houver um equilíbrio entre a produção desses dois hormônios a sensação de bem estar com certeza será mais constante. Uma ação simples, mas que nem sempre é seguida a risca é a atividade física. Ela é uma ótima estimuladora da produção desses dois hormônios, pois isso ela deve ser feita de forma regular, para equilibrar essa produção, mantendo ativa a presença desses dois hormônios em nosso organismo.

A boa alimentação também está relacionada, pois há nutrientes importantes para a produção dos hormônios do prazer.

Entre esses hormônios temos ainda a:

OCITONINA
Também conhecida como “hormônio do amor” liberado no organismo no parto, durante a amamentação e quando os órgãoes sexuais são estimulados, provocam sensação de prazer e bem estar.

DOPAMINA
é uma substância química liberada pelo cérebro que desempenha uma série de funções, incluindo prazer, recompensa, movimento, memória e atenção.

Sempre que houver sintomas de bem estar no seu corpo, significa que seus hormônios do prazer foram estimulados, produzidos e estão presentes. Claro que muitas oscilações e fatores externos podem atrapalhar essa sensação, mas podemos sempre procurar manter uma rotina que proporcione o bem estar de maneira mais presente, como atividade física regular, boa alimentação, procurar ingerir alimentos ricos em ômega 3, descansar pelo menos 8 horas por dia e tentar manter a harmonia durante as ações do dia a dia, afinal nos ajuda a diminuir o stress e irritação.

Beber bastante água é fundamental para o seu bem estar, pois a água é vital para nossa sobrevivência e um corpo hidratado trabalha melhor, além disso a água ajuda a eliminar as toxinas do corpo e a manter uma flora intestinal saudável.

Cuidar do corpo da mente e da alma, são ótimos caminhos para manter o bem estar do seu organismo!

Por : Mariana Gouveia